segunda-feira, 25 de março de 2013

INTEGRAL OU NÃO?

Sabe aquele pão que você come de consciência limpa, crente que é integral ? Pois bem, na MAIORIA das vezes, ELE NÃO É. Chocada? Sei como é.
A questão é que, no Brasil, pra uma empresa chamar de “integral” um produto, basta ele ter alguma quantidade desta farinha - mesmo que muito pequena. Pergunta, Bonita, como saber que pão comprar e comer?
Fácil: vá direto pra lista dos ingredientes. Se o 1º deles for “farinha de trigo enriquecida com ácido fólico”, esse moreno é branquelo!
Isso porque é obrigatório listar os ingredientes de acordo com a sua quantidade, em ordem decrescente. Agora você já pode comprar, PELO MENOS, aquele cujo 1º ingrediente seja “farinha de trigo (ou de centeio) INTEGRAL”, mas... Por que PELO MENOS?
É que, fazendo isso, você garante que a MAIORIA do pão seja integral - o que sem dúvida, já é alguma coisa, mas não é o ideal. O melhor é que ele seja 100% integral... E SIM, ELE EXISTE! Sua embalagem estampará “100% INTEGRAL” e na lista dos ingredientes, a única farinha mencionada será justamente ela, a integral.
Agora (antes até de ir ao mercado, rs!) já sabe, né?



Sabe aquele pão que você come de consciência limpa, crente que é integral ? Pois bem, na MAIORIA das vezes, ELE NÃO É. Chocada? Sei como é.
A questão é que, no Brasil, pra uma empresa chamar de “integral” um produto, basta ele ter alguma quantidade desta farinha - mesmo que muito pequena. Pergunta, Bonita, como saber que pão comprar e comer?
Fácil: vá direto pra lista dos ingredientes. Se o 1º deles for “farinha de trigo enriquecida com ácido fólico”, esse moreno é branquelo!
Isso porque é obrigatório listar os ingredientes de acordo com a sua quantidade, em ordem decrescente. Agora você já pode comprar, PELO MENOS, aquele cujo 1º ingrediente seja “farinha de trigo (ou de centeio) INTEGRAL”, mas... Por que PELO MENOS?
É que, fazendo isso, você garante que a MAIORIA do pão seja integral - o que sem dúvida, já é alguma coisa, mas não é o ideal. O melhor é que ele seja 100% integral... E SIM, ELE EXISTE! Sua embalagem estampará “100% INTEGRAL” e na lista dos ingredientes, a única farinha mencionada será justamente ela, a integral.
Agora (antes até de ir ao mercado, rs!) já sabe, né?
Alerte todas as amigas, compartilhe e PASSE ADIANTE!
♥
 
Fonte: Emagrecendo certo e de vez (facebook)
 

segunda-feira, 18 de março de 2013

PUDIM DE MILHO



Ingredientes:
01 lata de milho verde
01 lata de leite condensado
03 ovos
açúcar e água para a calda


Preparo:
Prepare a calda de açúcar na forma de pudim e reserve. (receita no blog)
No liquidificador bata todos os ingredientes e coloque na forma.
Cozinhe em banho maria em forno pré aquecido em 180° até que furando com um palito saia seco.

CALDA DE AÇÚCAR

Ingredientes:
05 colheres (sopa) de açúcar
a mesma quantidade de água

Em uma forma de pudim (com buraco no meio) leve o açúcar para derreter em fogo baixo.
Confirme vai derretendo vá girando a forma
Obs: Nunca deixe a forma num só lugar para não pretejar o açúcar que amarga.
Quando todo o açúcar estiver derretido, acrescente a água e deixe ferver mais um pouco.

sexta-feira, 15 de março de 2013

SHIMEJI NA MANTEIGA



Gosta de comida japonesa? Mesmo quem não curte "peixe cru", vai amar esse prato.

Ingredientes:
01 bandeja de shimeji (encontra na geladeira de vegetais nos melhores supermercados)
02 colheres de sopa de manteiga
01 colher de sopa de shoyo
sal a gosto
salsinha a gosto

Preparo:
Retire os talos do shimeji, separe-os e reserve.
Derreta a manteiga, adicione o shimeji até que murche um pouco. Acrescente o shoyo e a salsinha.
Verifique o sal e se delicie.

CEVICHE



Mais uma vez o maridão foi para cozinha, e não é que surpreendeu !
Fez um prato típico dos Andes. Melhor não comentar a origem já que existem várias discussões.
E o assunto aqui é o sabor e não a origem.

Ingredientes:
02 filés de tilápia  carnudos (de preferência frescos )
01 pimenta dedo de moça
salsinha a gosto
sal a gosto
04 limões (ou o suficiente para marinar o peixe)
1/2 cebola branca
1/2 cebola roxa
04 rodelas bem finas de pimentão vermelho

Preparo:
Fatie o peixe, esprema o limão e deixe marinar de 10 a 15 minutos sob refrigeração, enquanto isso pique finamente os demais ingredientes, e junte á marinada. Acrescente o sal e a salsinha .

Obs: Servir gelado é uma boa opção

quinta-feira, 7 de março de 2013

FILÉ MIGNON AO MOLHO 3 QUEIJOS


Ingredientes:
06 medalhões de filé mignon
azeite para selar
300 ml de molho bechamel (receita já publicada no blog)
50 gramas de gorgonzola
50 gramas de parmesão ralado
100 gramas de catupiry
bouquet garni de suas ervas preferidas (já publicado no blog)
(na foto fiz de tomilho, orégano fresco e salsinha)
sal e pimenta do reino e alho moído a gosto

Preparo:
Em uma frigideira antiaderente grande sele os medalhões assim:
Aqueça um pouco de azeite, deixe dourar de um lado, vire tempere com o sal, pimenta e alho e faça o mesmo do outro lado, reserve.

Em uma panela leve ao fogo o molho bechamel, adicione os queijos e o bouquet garni. Verifique o sal. Retire o bouquet garni.
Aqueça os medalhões e despeje um pouco do molho.
Decore com um ramo de tomilho.

Os: Sirva com arroz ou batatas coradas

terça-feira, 5 de março de 2013

VIAGEM GASTRONOMICA - MORUNGABA

Começando com a comidinha caseira com amigos na chácara que ficamos.
Feita com muito carinho:
Arroz a grega e frango ao forno
Um lugar que deve ser visitado na cidade é : Companhia das ervas.
Tem uma diversidade muito grande de temperos
 

Outro lugar imperdível é esse aí em cima.
Tem doce de tudo quanto é tipo
Pode aproveitar e tomar um cafezinho ou um cappuccino gelado.

FILÉ AO MOLHO MADEIRA

Ingredientes:

Para a carne
06 medalhões de filé ou bife grosso
alho
sal
ervas a gosto
azeite

Para o molho:
1/2 copo de vinho madeira
02 colheres de farinha de trigo
02 colheres de manteiga
caldo de carne (preparado antecipadamente, receita no blog)


Preparo carne:
Em uma frigideira grande e funda, aqueça um pouco de azeite e sele a carne da seguinte maneira:
deixe corar de um lado, vire, adicione alho, sal e ervas a gosto e faça o mesmo com o outro lado. Reserve.

Em uma panela leve a farinha e em fogo médio doure ela, sem deixar queimar. Adicione a manteiga e mexa até que forme um creme, coloque o vinho madeira e mexa e deixe evaporar um pouco, vá acrescentando o caldo aos poucos . A mistura não deve ficar grossa e nem muito líquida.

Obs: Sirva com arroz branco  ou batatas como o da foto

CALDO DE CARNE CASEIRO

Ingredientes:

02 ossobucos
vinho branco
01 salsão
01 alho porró
01 cenoura
02 cebolas
01 bouquet garni de suas ervas preferidas  (coloquei tomilho, salsinha e cebolinha) só amarrá-las com um barbante segurando a ponta para fora para que aromatize o caldo. (descarte depois que o caldo estiver pronto)
água para cobrir os ingredientes


Preparo:
Coloque os ossobucos em uma grelha com uma forma embaixo, leve ao forno pré aquecido médio de deixe dourar dos dois lados. Reserve o ossobuco.
Leve ao fogo o caldo que ficou na assadeira e reduza com um pouco de vinho branco, adicione os  legumes picados, juntamente com os ossobucos inteiros. Leve ao fogo baixo por algumas horas ( o da foto deixei 10 horas), acrescentando água sempre que reduzir.
Quando estiver pronto, coe em uma peneira .

Obs: o caldo de carne não leva sal.
Para preservação pode-se congelá-lo em forminhas para gelo e vá usando conforme a necessidade